Todo & InComm: a expansão do cartão-presente na América Latina

Se você conhece a Todo, como popularmente é chamada, seja pelas redes sociais ou por algum dos conteúdo aqui no blog, deve ter percebido uma mudança na forma como ela se apresenta nos últimos tempos.

Isto porque, a antiga Todo Cartões se transformou em Todo an InComm Payments Company, a partir do momento em que a startup brasileira foi adquirida pela gigante multinacional InComm.

E agora? O que mudou na líder de tecnologia no segmento de  cartões-presente no Brasil? Você verá aqui como, para além da troca de nomenclatura, o porque essa mudança impacta o mercado nacional de presentes e pagamentos.

Quem é a Todo 

A Todo é uma startup de tecnologia fundada no ano de 2012, na época como Todo Cartões, para gerar soluções em cartões-presente e listas de presente para o varejista.

Ela surge com o objetivo de facilitar o ato de presentear amigos, familiares e clientes e possibilitar experiências incríveis. Seja em pequena ou grande escala, a missão da Todo é levar emoção para quem vai receber um dos cartões-presentes.

Para isso, existe um time de colaboradores divididos em diversas áreas como: Marketing, Incentivos, Sucesso do Cliente e Engineering, formados por gente que se preocupa com quem presenteia e com o presentado, para resultar em uma experiência final única.

Todo esse time tem três principais métodos de atuação: a loja física, o e-commerce e a venda corporativa. No cenário da pandemia, e-commerce e as vendas corporativas tiveram um crescimento significativo. Nesse momento, no entanto, a startup atende mais de 80 varejistas brasileiros, entre eles: Riachuelo, Outback, Centauro, RiHappy, entre outras.

A InComm

Já a InComm Payments é uma empresa com mais de 25 anos de história, fundada em 1992 nos Estados Unidos em uma garagem com apenas um computador e atendendo em um único ponto de venda.

Há oito anos no Brasil, a InComm é bastante conhecida por seu modelo de cartões-presente na América do Norte e sua tecnologia tem ajudado pessoas e empresas por todo mundo com um segmento que inclui cartões-presente, produtos wireless pré-pagos, cartões de débito recarregáveis e outras várias formas de pagamento.

Buscando se expandir por cada vez mais territórios, a empresa já atende em 30 países do mundo, tendo 186 patentes globais e contando com 450 mil pontos de venda ao redor do globo.

Como foi a união pela InComm

Nesta procura por expansão, a InComm comprou, no ano de 2020, a startup brasileira Todo Cartões.

Fato é que os modelos de negócios das companhias são complementares. À revista Exame, os fundadores da Todo Cartões, João Espíndola, Gregório Rados e Filipe Fortes, relataram que tiveram inspiração no modelo da gigante americana para a criação da sua operação com cartões-presente no Brasil.

Durante a pandemia, esse modelo de negócio pode funcionar independentemente do PDV teve crescimento e, em países emergentes como o Brasil um canal como o cartão-presente começou a se popularizar.

Visando iniciar a operação de cartões-presente no Brasil, Ricardo Olivieri, ao perceber o recente crescimento da Todo, avaliou que seria melhor adquirir uma empresa que já atuasse no mercado local para cortar caminhos.

Para a Todo Cartões, a junção veio como uma oportunidade de alavancar ainda mais o crescimento da empresa. Segundo João Espíndola também para a Exame, a aquisição faz com que se somem times, tecnologias e expertises, gerando a possibilidade de que a companhia possa oferecer o melhor serviço.

O que nos tornamos

A antiga Todo Cartões agora é Todo na InComm Payments Company, um braço da multinacional americana no país. Mesmo com a venda, a Todo manteve seus sócios e o seu time de funcionários.

Entretanto, como dito anteriormente, agora a Todo possui investimento estrangeiro para poder crescer ainda mais e ampliar a tecnologia que simplifica e dinamiza o acesso do varejista brasileiro a cartões-presente.

A Todo ainda aposta em uma nova plataforma de venda de cartões-presente com foco no mercado corporativo através de um atendimento 100% automatizado. Algumas empresas já contam com a praticidade de entrar, carregar créditos e distribuir cartões-presente para seus colaboradores de forma autônoma, sem intermédio de um atendente-responsável da Todo, ainda que a empresa também se coloque inteiramente a disposição em caso de qualquer tipo de entrave ou dúvida.

O impacto no mercado brasileiro

Absolutamente popular no mercado norte-americano, o cartão-presente vem crescendo nas grandes lojas do Brasil e da América Latina.

O cartão-presente ganhou importância estratégia durante a pandemia à medida que o e-commerce cresce e a percepção do consumidor no país sobre a praticidade e facilidade que essas ferramentas trazem.

No Brasil, é notória a evolução do cartão-presente, e dados do relatório Global Gift Card Survey mostram que a indústria de cartões-presente deve crescer cerca de 15% em relação ao ano passado e o mercado mundial deve superar os US$ 221 bilhões até 2024.

A InComm Payments e a Todo perceberam o potencial que a digitalização e as ferramentas omnichannel possuem nos países da América Latina e a expansão desses modelos de negócio pode trazer mudanças circunstanciais na forma como os consumidores dos países emergentes consomem e presenteiam.

Para o futuro, o objetivo é que a cultura do cartão-presente se instaure de forma sólida no país e que “fure a bolha” dos games e do streaming, o mercado mais consolidado da ferramenta até então.  A projeção é de uma nova fase em setores como alimentício, farmacêutico, de moda e supermercados, e com grandes números no mundo corporativo.

MAURENS ROSA

MAURENS ROSA

Head de Marketing - Além de responsável por todo o marketing da Todo. Nas horas vagas é bem polivalente: tenista, pintora, escritora, fotógrafa, mochileira & criativa. Não à toa que o nome é no plural. #SEGURAAMOÇA

Veja também

Se inscreva em nossa newsletter:

Se inscreva em nossa newsletter: